Carrinho

Coxim do motor quebrado e suas consequências

COXIM do motor quebrado

Percebendo um problema

 

Valéria possui um CHERY CELER e começou a sentir trancos durante arrancada e troca de marchas.

Levou na oficina e constatou que o coxim frontal estava quebrado levando a providenciar a compra e substituição da peça.

Após a substituição do coxim, percebeu que o veículo estava estranho, ela sentia vibrações na carroceira e principalmente no volante de direção.

Ela voltou para oficina acreditando que o profissional esqueceu algo, mas o mecânico informou que havia diferença entre a peça antiga e a peça nova, e esta diferença, causava a tal vibração.

 

Você encontra neste artigo:

1# Qual era a diferença?
2# Qual a função do coxim?
3# Qual a durabilidade do coxim?
4# Consequências de um coxim quebrado

 

 

1# Qual era a diferença?

 

coxim hidráulico O profissional ao ser questionado por Valéria removeu a peça nova e apresentou as duas peças na bancada, ele pediu para sua cliente levantar uma peça e depois a outra, logo Valéria percebeu que havia diferença de peso.

A outra comparação é que a peça antiga possuía um líquido em seu interior, já a peça nova era oco e não tinha líquido, então o profissional afirmou que a causa da vibração era a falha de construção do coxim comprado, ou seja, a construção original do coxim é do tipo hidráulico, e o coxim comprado não possuía este sistema.

 

 

2# Qual a função do coxim?

 

O coxim do motor ou da transmissão foi desenvolvido para fixar o conjunto POWERTRAIN na carroceria, a fim de proporcionar melhor conforto aos ocupantes do veículo reduzindo trancos e vibrações produzidas pelo conjunto propulsor durante seu funcionamento.

No modo geral e dependendo da necessidade que os engenheiros encontram na construção do veículo, o coxim pode ser do tipo rígido, ou seja, o suporte normalmente é de metal revestido de borracha, ou pode ser do tipo hidráulico (dentro da borracha possui um fluido responsável em remover consideravelmente a vibração causada pelo motor).

Diferença entre os coxim

 

 

3# Qual a durabilidade do coxim?

 

A montadora não especifica em seus manuais e planos de manutenção o prazo para substituição do coxim. O tempo de troca é relativo e depende muito de como o veículo é utilizado, ou seja, a forma de conduzir o veículo, se trafega com peso acima do permitido.

No caso do CHERY CELER, o coxim apresentava baixa durabilidade, acreditamos que é devido a dois problemas:

  1. O coxim frontal estava muito próximo ao catalisador, ou seja, fonte de calor elevado, o que praticamente “cozinhava” a borracha do componente.
  2. O projeto do CHERY CELER não possui o coxim que restringe o torque do motor, causando sobrecarga nos suportes.

Os fabricantes de coxim sofreram para resolver este problema por muito tempo, porém foram várias versões e vários processos de garantia até chegar no modelo ideal que ficou reforçado e finalmente resolveu o problema.

 

4# Consequências de um coxim quebrado

Tanto no CHERY CELER quanto em qualquer veículo, coxim do motor quebrado pode produzir grandes trancos e virações do motor para carroceria que pode danificar outros itens, mas no CELER o coxim quebrado pode causar ruptura da mangueira do radiador ou cabos elétricos do motor, ou seja,  isso devido ao alto deslocamento do motor.

Temos casos de troca recorrente de mangueira do radiador por não diagnosticar o veículo com coxim quebrado.

Dicas para não sofrer

  1. Desconfie de coxins com preço muito baixo – o barato sai caro, principalmente se o modelo é do tipo hidráulico, no caso da Valéria citado no começo da matéria. Ela comprou o frontal que na versão original é hidráulico, mas recebeu um coxim oco e teve desconforto da direção.
  2. Mesmo comprando o coxim original, verifique se é a versão reforçada, ou a mais recente, pois mesmo original, as primeiras versões apresentam baixa durabilidade.
  3. Ao detectar quebra do coxim, evite conduzir o veículo, pois o problema pode piorar com quebras de outros componentes.

Hoje o profissional ou proprietário pode contar com a consultoria da CJrAuto através do nosso site, blog, manuais, procedimentos e nossos vídeos no Youtube ou através de nosso SAC.

 

Veja também:

CHERY CELER – Luz de anomalia da injeção acesa e falha P0458

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat